Radio Calema
InicioDestaquesProcurador-geral adjunto dos EUA apresentou demissão

Procurador-geral adjunto dos EUA apresentou demissão

De acordo com a CNN, Rod Rosenstein, que indicou Robert Mueller para investigar a interferência russa na eleição presidencial de 2016, apresentou a sua carta de demissão à Casa Branca na noite de segunda-feira.

A sua demissão será efectiva no dia 11 de Maio. Na carta, Rosenstein agradeceu a Trump o facto de lhe ter dado a “oportunidade de servir”.

“Agradeço pela cortesia e pelo humor que manifestou nas nossas conversas pessoais e pelos objectivos que estabeleceu no seu discurso de tomada de posse: patriotismo, união, segurança, educação e prosperidade”, refere na missiva.

A saída de Rosenstein era já esperada, uma vez que o procurador-geral adjunto já tinha referido que ia deixar o Departamento de Justiça assim que a investigação sobre alegada ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas, liderada pelo procurador especial Robert Mueller, estivesse concluída, algo que aconteceu há mais de um mês.

Trump nomeou em Março um novo procurador-geral adjunto, Jeffrey Rosen, que ainda vai ser confirmado pelo Senado antes de assumir cargo.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.