- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Waldemar Bastos no Show do dia Internacional do Jazz em Luanda

Waldemar Bastos no Show do dia Internacional do Jazz em Luanda

Por Carlos Costa

É já na próxima terça feira, 30 de Abril, que Waldemar Bastos se faz representar em Luanda no concerto alusivo ao Dia Internacional do Jazz, que tem lugar  às 20 horas, no Clube Naval, localizado na Baía de Luanda, num aprazível ambiente que combina a natureza com a cultura.

O conceituado artista que desembarcou antes de ontem em Luanda proveniente de Lisboa traz na bagagem uma predisposição para o espectáculo, que  visa “mobilizar fundos de acções sociais e humanitárias, para perpetuar o diálogo

intercultural, a luta contra todas as discriminações para a promoção da cultura da paz, tema sobre o qual Luanda organiza a primeira edição da Bienal da Cultura da Paz no próximo mês de Setembro, co-organizada pela UNESCO, a União Africana e o Governo de Angola”, segundo nota da UNESCO distribuída à Imprensa.

O concerto que se realiza no espaço lúdico do Clube Naval de Luanda reúne além de Waldemar Bastos, “as celebridades do Jazz norte-americano, como a violinista, vencedora de um Grammy Award, Lili Haydn, e o guitarrista Mitchel Long. Os responsáveis regionais da UNESCO estão na lista das presenças de prestígio.

O cantor angolano está em Luanda com a sua banda que integra além de outros elementos residentes em Portugal, alguns músicos locais. Nos seus tours pelo mundo já participou em vários festivais de Jazz na Europa e no continente americano, estando devidamente entrosado com este tipo de eventos, que exigem alto grau de responsabilidade técnica e precisão artística.

Nas suas canções de versos simples, mas de expressividade melódica apurada, Waldemar Bastos transporta a mensagem poética popular, a um nível de elegância rítmica, que convence a crítica especializada a considerar a pureza da sua música , como a emanação da alma  artística angolana traduzida numa forma de Jazz, soul ou blues.

Na qualidade de artista proibido de actuar no seu país durante o regime anterior, Waldemar Bastos andou pelo mundo, a apresentar Angola e os seus profundos ideais de liberdade, paz e amor, numa postura moralista, que o projectou como um digno representante da arte de um grande país de África, e, indiscutivelmente,  um dos promotores do Turismo Cultural, a par de Bonga, que praticamente dominam o espectro artístico de matriz angolana, no Resto do Mundo, com espectáculos permanentes, altamente concorridos.

SOBRE O DIA INTERNACIONAL  DO JAZZ

Criado pela Conferência Geral da UNESCO e reconhecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas, o Dia Internacional do Jazz é celebrado todos os anos, a 30 de Abril, destacando assim papel do Jazz no incentivo ao diálogo, luta contra a discriminação, e promoção da dignidade humana.

Desde a sua primeira edição em 2012, o Dia Internacional do Jazz continuou a crescer e as celebrações estão agora a decorrer em todos os continentes. O Herbie Hancock Jazz Institute (anteriormente conhecido como Thelonius Monk Jazz Institute) é o parceiro oficial da UNESCO na organização e promoção do Dia Internacional do Jazz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.