Portal de Angola
Informação ao minuto

Desalojados da Ilha de Luanda há 10 anos criticam o silêncio da oposição

Sem respostas, pedem visita de João Lourenço (DR)

VOA | Manuel José

Antigos moradores da Ilha de Luanda, no Zango, desalojados em 2009 com a promessa de, em 90, dias serem realojados em novas casas, criticam o silêncio da oposição parlamentar e pedem a visita do Presidente João Lourenço.

Os três meses transformaram-se em 10 anos de uma vivência desumana, de acordo com os moradores que falaram com a VOA.

“A vida aqui é critica, vivemos mal, é muito complicado e mais ainda para
uma mulher”, lamenta Catarina Pedro, que dá voz a todas as mulheres do bairro das Chapas no Zango 1.

Os antigos moradores da Ilha de Luanda manifestam, por outro lado, a sua indignação pelo silêncio da oposição parlamentar.

João Lourenço tem de sair “da toca”

“Toda a oposição em silêncio, ninguém passa aqui, ninguém pergunta nada, isto é difícil de compreendermos”, acrescenta Fernando Pinto, outro dos moradores que pedem a presença do Presidente da República.

“Já nem um governante de base, como administrador municipal, ou governador provincial pode resolver o nosso caso, só mesmo a Assembleia Nacional ou o Presidente da República, mas ele tem que ter visão de águia, tem que sair da toca, estamos aqui à espera que nos visite”, pediu Pinto.

Aqueles moradores foram desalojados em Abril de 2009.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »