Portal de Angola
Informação ao minuto

Serviços mínimos do CFL deixam de circular a partir de hoje

(DR)

Os serviços mínimos dos Caminhos-de-Ferro de Luanda (CFL), que até ontem estiveram em funcionamento, deixam de operar na totalidade a partir de hoje, sem data prevista para o seu retorno. A decisão foi tomada pelo Conselho de Administração da empresa, alegando razões de segurança.

O Conselho de Administração do CFL alega que um dos comboios circulou sem a devida autorização do Posto de Comando, situação que colocou em risco a segurança pública durante as passagens de nível.

Uma nota de imprensa daquela instituição a que o Jornal de Angola teve acesso, refere que a greve, levantada desde segunda-feira da semana passada, 18, tem sido marcada com actos de desobediência das normas de segurança que colocam em perigo a vida dos passageiros e dos trabalhadores.

A nota lamenta os actos de desobediência que têm levado os grevistas a interditarem ilegalmente a entrada nas Oficinas Gerais aos demais colegas que não aderiram à causa, o que tem originado a não realização da manutenção preventiva e correctiva necessária à segurança durante a circulação dos comboios.

Os serviços mínimos, explica a nota, têm sido realizados à revelia, sem qualquer concertação com a administração da empresa.
Os grevistas não cumprem com o que está estabelecido na lei, muito menos obedecem aos horários em que se verifica maior afluência de passageiros nas estações.

Em função disso, sublinha o documento, a suspensão dos serviços vai permanecer até que haja uma concertação entre as partes.
O Conselho de Administração do CFL reitera, mais uma vez, a disposição de manter o diálogo, que até agora tem sido rejeitado, de forma unilateral, pelos grevistas, refere a nota.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »