Portal de Angola
Informação ao minuto

Presidente são-tomense apela para eliminação de “zonas de sombra” na saúde

Evaristo de Carvalho (DR)

Observador|Lusa

O Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho, apelou para “esforços conjugados” dos agentes sanitários e a cooperação dos parceiros para eliminar o que classificou como “zonas de sombra que persistem” no domínio da saúde.

“Estamos, porém, conscientes de que ainda existem desafios a enfrentar, pelo que devemos todos continuar a trabalhar para a consolidação dos resultados já alcançados e para a eliminação das zonas de sombra que ainda persistem”, disse Evaristo Carvalho, na abertura oficial da Semana Africana de Vacinação e da Iniciativa para a Redução Acelerada da Mortalidade Materno e Neonatal.

O evento que decorreu na capital são-tomense contou com a presença dos representantes dos órgãos de soberania, corpo diplomático e delegações de nove países africanos.

“Estou confiante que as autoridades nacionais tudo farão para que os compromissos assumidos, quer no âmbito interno, quer no plano externo sejam cumpridos”, sublinhou o chefe de Estado são-tomense.

São Tomé e Príncipe é, desde segunda-feira, a capital africana da nona edição da Semana Africana de Vacinação e da Iniciativa para a Redução Acelerada da Mortalidade Materno e Neonatal, um desafio lançado pela Comissão da União Africana e aceite pelas autoridades nacionais.

“Constitui motivo de orgulho o facto de esta nona edição ter lugar em São Tomé e Príncipe. A realização deste evento no país é o reconhecimento do forte engajamento de Estado são-tomense na melhoria do estado de saúde da população, fazendo, assim, de São Tomé e Príncipe uma referência na nossa sub-região”, congratulou-se Evaristo Carvalho no seu curto discurso.

São Tomé e Príncipe é o 51.º país do continente africano a lançar a iniciativa sobre a redução da mortalidade materna e neonatal.

Evaristo Carvalho agradeceu à comunidade internacional e aos parceiros de desenvolvimento “pelo “apoio solidário nesta luta para garantir que as crianças são-tomenses sejam imunizadas”.

O tema da semana, adotado para o país é: “Todos Protegidos: As vacinas Ajudam! Planeamento Familiar Reforça”.

Alem do discurso de Evaristo Carvalho, o ato foi marcado igualmente por mensagens do ministro da Saúde, Edgar Neves, e dos representantes da União Africana (UA), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef).

O Unicef garante que a cobertura vacinal em São Tomé e Príncipe ronda os 95 por cento “graças ao esforço conjugado ao longo de décadas”.

São Tomé e Príncipe é um dos subscritores da ‘Declaração de Adis-Abeba de 2016′, em que o país se comprometeu a garantir o acesso universal à vacinação, como pedra basilar da saúde e do desenvolvimento em África.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »