Portal de Angola
Informação ao minuto

EUA ameaçam com ‘cenário sírio’ em Cuba e Venezuela – Wall Street Journal

Donald Trump saúda quando chegou à Casa Branca ontem. (ALEX BRANDON AP)

O derrube do presidente venezuelano Nicolás Maduro teria sido um grande sucesso para a administração Trump na véspera da nova eleição presidencial dos EUA, mas o apoio da Rússia atrapalhou os planos do líder americano, escreve o jornal Wall Street.

Segundo o colunista Walter Russell Mead, Trump acredita que todos os governos que não lhe agradam apoiam a Venezuela, foi por isso que o seu novo passo para “derrubar” Maduro foi exercer pressão sobre Cuba.

O Wall Street Journal destaca que o ex-presidente Barack Obama tentou melhorar as relações entre Cuba e os EUA na esperança que Havana se afastasse de Caracas.

No entanto, os planos não foram concretizados, pois “a Venezuela substituiu Cuba pela Rússia como fonte de subsídios”.

De acordo com a Sputnik, o jornalista explica que a destruição da economia venezuelana poderia ser seguida de um desmoronamento do regime cubano — e esse duplo sucesso seria a “chance histórica” para Trump, principalmente no período que antecede as eleições.

Para Russell Mead, a Rússia não permitirá que os EUA pressionem tanto a Venezuela quanto Cuba e, ao mesmo tempo, o “cenário sírio” poderá repetir-se, e Moscovo irá novamente “humilhar” Washington.

O desejo do presidente dos EUA em derrubar Maduro, demonstra a importância crítica dessa questão para Trump. Ao mesmo tempo, o seu impulso pode ser um enorme fracasso, já que a Venezuela e Cuba provavelmente serão apoiadas pela Rússia e China. Além disso, o Canadá e os parceiros europeus dos EUA já condenaram as sanções extraterritoriais americanas contra o Irão, e agora é improvável que fiquem de fora, diz o jornalista.

Na quarta-feira (24), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou que os EUA não estenderão a excepção à Lei Helms-Burton, que a partir de 2 de Maio permitirá que cidadãos norte-americanos intentem ações judiciais relativamente às propriedades nacionalizadas ou confiscadas em Cuba no início dos anos 1960.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »