Portal de Angola
Informação ao minuto

Angola deverá enfrentar nova recessão de 1% este ano – Capital Economics

Moeda de 20 kwanzas, em Luanda, 19 de maio de 2017. (AMPE ROGÉRIO/LUSA)

Mercado|Lusa

O analista que acompanha a economia de Angola na consultora Capital Economics considerou que a contracção de 1,7% no ano passado é “mais um resultado terrível” e que este ano deverá haver nova queda de 1%.

A contracção de 1,7%, anunciada recentemente pelas autoridades estatísticas angolanas, “é mais um resultado terrível, apesar de ser um pouco menos mau” do que a previsão da Capital Economics, que antecipava uma queda do Produto Interno Bruto de 2,5% em 2018, disse John Ashbourne em declarações à Lusa.

Comentando os mais recentes números, Ashbourne vincou que apesar de não ter acertado na previsão da queda do PIB, o resultado “sustenta a nossa visão de que a opinião de consenso dos analistas sobre a economia angolana ainda é, de longe, demasiado optimista”.

Lembrando que, “tão recentemente como em Outubro, o Fundo Monetário Internacional (FMI) ainda estava a projectar que o PIB ficasse basicamente estagnado em 2018”, Ashbourne afirmou que “a economia deverá enfrentar um novo ano atribulado em 2019” e apontou para uma previsão de “recessão de 1%, que contrasta com a expectativa do consenso [dos analistas] de uma subida de 0,6%”.

Dizer que na semana passada, o Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola revelou que a economia tinha caído 1,7% no ano passado, mas avisou que este valor “poderá sofrer alterações” quando foram publicados os resultados finais das Contas Nacionais.

Esta contracção corresponde às previsões do FMI, divulgadas em Dezembro de 2018 e surge depois de PIB – toda a riqueza produzida no país – angolano ter já registado uma recessão de 0,2% em 2017.

No documento, o INE refere que o PIB angolano cresceu 2,2% durante o quarto trimestre de 2018 face ao período homólogo de 2017, um crescimento que não conseguiu impedir a recessão de 1,7% no acumulado do ano.

De acordo com o Relatório de Fundamentação do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019, o Governo angolano estima que o crescimento do PIB face a 2018 se situe entre os 2,3% e os 2,8%.

No entanto, recentemente o FMI reviu em baixa, para 0,4%, o crescimento da economia angolana.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »