Portal de Angola
Informação ao minuto

Violência doméstica aumenta nos primeiros meses do ano

HUAMBO: FRUTUOSA DE JESUS - DIRECTORA DO GABINETE DA ACÇÃO SOCIAL, FAMÍLIA E IGUALDADE DO GÉNERO (FOTO: VALENTINO YEQUENHA)

Duzentos e 17 actos de violência doméstica ocorreram nos primeiros três meses desta ano, na província do Huambo, mais 32 que nos últimos três meses de 2018, soube hoje, quarta-feira, a ANGOP.

De acordo com a directora do Gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Género, Frutuosa de Jesus Cassinda, destes actos o centro de aconselhamento familiar resolveu 147, de forma amistosa, tendo encaminhado 35 à Procuradoria-Geral da República, por causa da complexidade dos mesmos.

Apontou o abandono familiar como o mais frequente dos actos de violência doméstica, informando terem sido registados, de Janeiro a Março, 116 casos, motivados por desemprego, poligamia e irresponsabilidade de vários progenitores.

Disse que o Gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Género intensificou, este mês, as campanhas de sensibilização nas comunidades para desencorajar actos de violência doméstica.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »