- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ministérios Ministério da Família e Promoção da Mulher Governo aproxima serviços sociais às comunidades

Governo aproxima serviços sociais às comunidades

O governo de Angola continua a trabalhar para alargar a prestação dos serviços sociais, de forma a melhorar às condições de vida das famílias vulneráveis, afirmou, na segunda-feira, a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês Alves.

Segundo a responsável, que iniciou uma visita de dois dias ao Uíge para constatar o funcionamento dos Programas Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza e o de Municipalização da Acção Social, atendendo o princípio de que a vida faz-se nos municípios, o Governo concebeu tais projectos para melhorar as condições de vida das pessoas.

De acordo com a Angop, para a ministra, que trabalhou no município da Damba, aonde visitou o Centro de Açcão Social e auscultou os activistas sociais envolvidos nesta fase piloto de municipalização da acção social, a resolução dos problemas são articulados de forma integral, transversal e multidisciplinar, visto que participam nesta missão vários departamentos ministeriais.

No seu entender, por ser nos municípios onde se encontram maior parte da população e dentro dos objectivos do milénio, é importante que todos os serviços estejam mais perto e acessíveis à população e é neste sentido que o Executivo está a actuar.

Na ocasião, manifestou à sua insatisfação pelos correntes casos de violência doméstica e fuga à paternidade, tendo exortando aos activistas sociais e as autoridades tradicionais a reforçarem as acções de educação da comunidade, para sensibilizar os jovens a evitar gravides precoce, fazer o planeamento familiar, ter educação sexual.

Neste processo de municipalização da acção social, disse, à semelhança do que acontece no sector da saúde, os activistas actuam em questões como a violência doméstica, combate à fuga à paternidade e maternidade, uso de álcool e drogas, saneamento, higiene, tratamento das águas, registo de menores, entre outros aspectos.

Faustina Inglês Alves adiantou que o programa visa oferecer oportunidades de se melhorar as condições de vida, com rendimentos económicos aceitáveis, filhos educados, com saúde e outros bens e serviços acessíveis, para que se atinjam as metas do Programa Integrado de Combate à Fome e à Pobreza.

A ministra reconheceu haver ainda dificuldades para o funcionamento regular do programa, mas que os ajustes estão a ser realizados para uma actuação mais funcional.

O Programa de Municipalização da Acção Social em Angola está a ser implementado no Uíge, Moxico e Bié e o ministério de tutela trabalha já para o seu alargamento nas demais províncias do país.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.