Portal de Angola
Informação ao minuto

Petróleo dispara para máximos de cinco meses

(DR)

Os EUA ameaçam eliminar as isenções nas sanções impostas ao Irão, o que está a elevar novamente os preços da matéria-prima.

Segundo o Jornal de Negócios, os preços do petróleo estão a registar fortes ganhos, depois de ter sido noticiado que os EUA poderão eliminar as isenções concedidas no processo de aplicação de sanções ao Irão. Estas isenções permitem que alguns países possam comprar petróleo a este país.

A Bloomberg revela que o secretário do Estado, Mike Pompeo, deverá anunciar a decisão ainda esta segunda-feira, 22 de abril, segundo quatro fontes próximas deste processo.

Esta notícia está a provocar uma subida acentuada dos preços do petróleo. O Brent, negociado em Londres está a apreciar 2,47% para 73,75 dólares, atingindo um máximo de novembro. Já o West Texas Intermediate (WTI) está a crescer 2,33% para 65,49 dólares, tocando no valor mais elevado desde outubro.

Os preços do petróleo mantêm assim a tendência de ganhos registada desde o início do ano, com o WTI a acumular uma subida de cerca de 45% em 2019 e o Brent mais de 37%. A contribuir para esta evolução tem estado o corte de produção por parte dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), bem como as sanções impostas pelos EUA ao Irão e à Venezuela.

A sessão deverá ser marcada por uma baixa liquidez, uma vez que na Europa as bolsas estão encerradas, ainda devido às comemorações de Páscoa. Já na sexta-feira não houve negociação na Europa, nem nos EUA. Esta segunda-feira Wall Street regressa à negociação ao contrário da Europa.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »