Portal de Angola
Informação ao minuto

Escassez de gás butano no Bengo provoca especulação do preço de venda

(Angop - Arquivo)

A irregularidade no fornecimento de gás butano aos revendedores da cidade de Caxito, província do Bengo, está a provocar especulação do preço de venda da botija de gás butano de 12 quilogramas.

Numa ronda efectuada hoje, segunda-feira, pela Angop aos locais de venda em Caxito, constatou-se que a botija de 12 quilogramas da Sonangol (laranja) vendida a 1.200 custa agora 1.500 kwanzas, enquanto a da Saigas (azul) passou de 2.500 para 2.800 Kz em alguns revendedores e no mercado informal.

No entanto, vários agentes autorizados da venda confirmaram a inexistência do produto, situação que preocupa a população local.

A cidadã Madalena João, moradora do bairro Mubungo, explicou que procura por gás há duas semanas, sublinhando que a escassez do produto está prejudicar muitas famílias.

Por sua vez, Antonica Domingos Afonso, disse que a falta de gás tem obrigado algumas famílias a recorrer a lenha e ao carvão para confeccionar as refeições.

António Bolinho, funcionário de uma agência de venda do produto disse que há mais de uma semana que o estabelecimento não recebe fornecimento de gás butano, sem no entanto anunciar as razões, mas espera que o problema seja resolvido rapidamente.

Por sua vez, o responsável da unidade de enchimento de gás do Bengo, das Organizações Filhos, Bizerra Samba, explicou que não têm neste momento escassez de gás e garantiu que ainda hoje a unidade será reforçada com o produto.

Bizerra Samba disse estarem a comercializar a botija de 12 quilogramas a 1.200 Kwanzas.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »