Portal de Angola
Informação ao minuto

Advogados angolanos acusam IURD de forçar vasectomias aos seus pastores

Advogados angolanos acusam IURD de forçar vasectomias aos seus pastores (DR)

VOA | Coque Mukuta

Uma equipa de advogados angolanos remeteu recentemente à Procuradoria-Geral da República um processo-crime contra a igreja Universal do Reino de Deus (IURD), por estar a submeter os seus pastores a vasectomias.

Segundo os advogados isso é feito através de um processo de extrema coação

Segundo Francisco Sousa Augusto advogado de um dos pastores que alegadamente foi submetido a uma vasectomia com estas práticas, a igreja Universal do Reino de Deus, incorre nos crimes de ofensas corporais graves e de associação de malfeitores:

“Quem orientou esta pratica incorre nos crimes de ofensas corporais graves e de associação de malfeitores” disse.

O causídico afirma que são vários os homens nessa situação que na sua maioria foram coagidos a serem submetidos a vasectomias enquanto outros foram ludibriados quando lhes foi dito que iam participar num programa de planeamento familiar.

“São coagidos até porque meu constituinte lhe foi informado que era um mero plano familiar que veio a se consumar em uma prática de vasectomia”, disse.

A VOA tentou contactar a Igreja Universal do Reino de Deus mas sem sucesso.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »