Portal de Angola
Informação ao minuto

Chuva desaloja milhares de famílias no Nordeste do Brasil

Perequê, Porto Belo (Foto: Hora de Porto Belo)

Portal de Angola | Diniz Kapapelo

A chuva que está caindo na zona Nordeste do Brasil tem atingido principalmente a Bahia, o Maranhão e o Piauí levou pelo menos 18 cidades a decretarem situação de emergência no Piauí.

De acordo com vários jornais e sites de notícias brasileiros, entre eles, o Jornal Nacional e o G1, mais de 3,5 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em Teresina. De números não é tudo. A título de exemplo, 15 mil moradores foram afectados com as fortes chuvas deste mês e 18 cidades decretaram situação de emergência no Piauí.

A mesma situação é vivida em 15 municípios baianos, segundo a Defesa Civil nacional. Vinte e uma cidades pediram ajuda à Defesa Civil estadual. Os reservatórios estão cheios. Dos 24 que abastecem o estado, 14 atingiram 80% da sua capacidade.

No Maranhão, 25 municípios decretaram situação de emergência. Em Imperatriz, segunda maior cidade do estado, três riachos transbordaram e 800 pessoas tiveram que abandonar as casas.

Em Boa Vista do Gurupi, na divisa com o Pará, o rio chegou a subir 10 metros e inundou mais da metade das casas. As igrejas estão recebendo doações de roupas e comida para ajudar os 2 mil desabrigados.

“Basicamente nós precisamos de um suporte na alimentação, precisamos de colchões, mas também de medicamentos”, explica um morador.

Marisol está numa escola com um bebê e outros dois filhos. O rio Turiaçu, que banha 13 municípios, subiu três metros.

Em Santa Helena, dos 44 mil moradores, quase 8 mil pessoas estão em abrigos ou na casa de amigos e parentes. Há mais de duas semanas, o nível do rio Turiaçu não para de subir. Em algumas regiões, os barcos estão estacionados em frente às casas. As embarcações acabam sendo a única forma de os moradores se locomoverem por ali.

E o número de desabrigados só aumenta. Todas as escolas do município estão servindo de abrigo. Estão cheias de gente que não tem pra onde ir.

Há mais de uma semana, a dona Maria Raimunda está ilhada. Quatro mil e quinhentas crianças estão sem estudar porque famílias ocupam as salas de aula. A dona Laura saiu de casa há uma semana. E não sabe até quando.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »