Portal de Angola
Informação ao minuto

Trabalhadores comunitários do Sumbe reivindicam salários em atraso

Trabalhadores dos Serviços Comunitários do Sumbe (FOTO: LUÍS CATRAIO)

Pelo menos 120 trabalhadores dos Serviços Comunitários do município do Sumbe, província do Cuanza Sul, realizaram hoje, nesta cidade, uma manifestação, para reivindicar o pagamento de três meses de salários em atraso.

Os manifestantes, que reivindicam ordenados de Janeiro à Março deste ano, concentraram-se defronte a administração municipal do Sumbe e percorreram várias artérias da cidade, gritando “queremos o nosso dinheiro, somos chefes de famílias e três meses é muito.”

O representante dos trabalhadores, João Figueiredo Sumbula, disse que a manifestação se deve ao não sucesso nas negociações que têm mantido com a administração municipal.

Contactado pela Angop, o administrador municipal adjunto do Sumbe, Fonseca Rafael, confirmou a dívida de três meses, avaliada em oito milhões e 100 mil kwanzas, por falta de cabimentação.

“ Estamos certos de que ainda este mês de Abril serão pagos os três meses,” prometeu Fonseca Rafael.

Este é o segundo caso que envolve trabalhadores dos Serviços Comunitários e a Administração Municipal do Sumbe. O primeiro aconteceu em 2017, que transitou em julgado e resultou na indeminização e passagem a reforma de 80 trabalhadores.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »