Portal de Angola
Informação ao minuto

Sanders lidera arrecadação entre pré-candidatos democratas à Presidência dos EUA

Senador e pré-candidato presidencial democrata dos EUA Bernie Sanders 10/04/2019 (REUTERS/Aaron P. Bernstein)

Reuters | Ginger Gibson, Amanda Becker e Grant Smith

Entre os vários democratas que concorrem à indicação do partido para a eleição presidencial de 2020 nos Estados Unidos, o senador Bernie Sanders arrecadou mais dinheiro do que qualquer concorrente e recebeu a maior parte dos recursos de doações pequenas e de fora de Vermont, o seu Estado de origem.

Uma análise da Reuters de relatórios de arrecadação do primeiro trimestre apresentados na segunda-feira mostrou que, embora os postulantes democratas à Casa Branca falem em montar as suas campanhas com apoio “de raiz” ou de pequenos doadores, só seis de 15 conseguiram metade do que receberam de doações pequenas.

Muitos pré-candidatos ainda dependem de doadores nos seus Estados de origem para cheques maiores. Nove democratas receberam o grosso das suas contribuições de 200 dólares ou mais nos seus redutos, apontou a análise da Reuters.

A análise inclui relatórios de arrecadação dos três primeiros meses de 2019 dos pré-candidatos que lançaram as suas campanhas antes de 1º de Abril. A quantidade de concorrentes aumentou desde então, e agora 18 democratas disputam a indicação do partido para desafiar o presidente Donald Trump, um republicano, em Novembro de 2020.

Muitos democratas alardearam o apoio dos chamados doadores de “poucos dólares”, aqueles que dão menos de 200 dólares. Mas só seis –Sanders, a senadora Elizabeth Warren, o ex-congressista Beto O’Rourke, o prefeito Pete Buttigieg, de South Bend, Indiana, a deputada Tulsi Gabbard, e Andrew Yang, ex-executivo de uma empresa de tecnologia — estão contando principalmente com estes doadores.

Sanders se beneficiou mais de pequenos doadores no primeiro trimestre — cerca de 84 por cento da sua arrecadação de 18 milhões de dólares veio de indivíduos que deram menos de 200 dólares.

Sanders também teve a maior diversidade geográfica nas suas doações: os doadores da Califórnia representaram 27 por cento das doações de 200 dólares ou mais.

Um bom desempenho precoce na arrecadação pode sinalizar a força da campanha de um pré-candidato. Até recentemente, por exemplo, Buttigieg não tinha perfil nacional, mas arrecadou 7 milhões de dólares durante o primeiro trimestre de 2019, dos quais 64 por cento vieram de doações pequenas.

Para mostrar que são sérios a respeito da eliminação das grandes corporações da política, a maioria dos pré-candidatos democratas recusou doações de comités de arrecadação ligados ao empresariado, e alguns vetaram cheques de lobistas registados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »