Portal de Angola
Informação ao minuto

Mais acidentes, mas menos mortos nas estradas portuguesas até abril

Operacao Páscoa da PSP no Porto policia de segurança pública (Foto de José Mota)

Diário de Notícias | Lusa

Dados foram divulgados pela PSP na véspera do início da operação “Páscoa em Segurança”, que termina a 21 de abril.

No primeiro trimestre deste ano registaram-se nas estradas portuguesas mais acidentes rodoviários, que causaram mais feridos ligeiros e graves, mas menos mortos, segundo dados da PSP divulgados na véspera do início da operação “Páscoa em Segurança”.

Segundo a Polícia de Segurança Pública, no primeiro trimestre de 2019 registaram-se nas estradas portuguesas 3842 acidentes, mais 308 do que os 3534 do mesmo trimestre de 2018.

Destes acidentes resultaram 18 mortos, menos 3 que os 21 de 2018, 168 feridos graves, mais 7 do que nos primeiros três meses de 2018 e 4501 feridos leves, mais 377 do que no ano anterior.

A PSP assinala que “apesar da diminuição do indicador relativo às vítimas mortais, os níveis de sinistralidade rodoviária continuam a assumir valores relevantes” e que a sua redução se mantém “uma prioridade estratégica para a PSP e para o país”.

A operação “Páscoa em Segurança 2019” da PSP decorre de 15 a 21 de abril, em todo o território nacional, e incidirá, em particular, na prevenção da sinistralidade rodoviária.

A PSP assinala “a maior movimentação rodoviária” que habitualmente se assinala neste período festivo “não só no interior das cidades, mas também de e para os locais de naturalidade dos cidadãos, para as tradicionais comemorações, o que origina elevados fluxos de trânsito”.

“As férias escolares contribuem igualmente para uma maior movimentação de viaturas e pessoas, em especial junto de centros de diversão noturna, potenciando o consumo de bebidas alcoólicas e/ou substâncias psicotrópicas, bem como à adoção de comportamentos de risco que propiciam a ocorrência de acidentes rodoviários e/ou ampliam as suas consequências, pelo que se dará maior ênfase à segurança nas zonas limítrofes desses locais”, acrescenta.

A PSP aponta igualmente o “usual aumento significativo do fluxo de turistas, sobretudo espanhóis e franceses”.

Nesse sentido, no âmbito do Acordo de Cooperação em matéria Policial e Aduaneira entre Portugal e Espanha, e entre Portugal e França, haverá equipas policiais destes países apoiarem a segurança que a PSP presta a esses cidadãos estrangeiros.

O apoio da Police Nationale de França ocorrerá em Lisboa, enquanto o CNP de Espanha estará a apoiar a PSP em Olhão, Alcobaça e Peniche.

De igual modo, uma patrulha da PSP também se deslocará a Salamanca, a fim de colaborar com o Cuerpo Nacional de Policía (CNP) no apoio aos turistas portugueses e estudantes em férias escolares.

A PSP tem igualmente previsto um conjunto de ações junto dos idosos direcionadas para a prevenção da criminalidade e adoção de estratégias e medidas de autoproteção.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »