Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Inundações no Irão matam 76 pessoas e provocam 2 mil ME de prejuízos

Pelo menos 21 mortos e mais de 100 feridos em inundações no Irão (DR)

Diário de Notícias | Lusa

As inundações que atingem várias províncias do Irão há quase um mês provocaram já 76 mortos e causaram danos avaliados em cerca de dois mil milhões de euros, segundo novo balanço oficial divulgado hoje.

“O número de vítimas mortais subiu 76, com o óbito de cinco pessoas em inundações na província de Khuzestan e outro na província de Ilam,” refere um comunicado do Instituto Forense Nacional.

Localizadas no sudoeste, as províncias de Khuzestan e Ilam foram as últimas províncias a serem atingidas pelas enchentes causadas pelas chuvas torrenciais que afectam o Irão desde 19 de Março.

Face ao sucedido, as autoridades foram obrigadas a retirar várias centenas de milhares de pessoas dos seus locais de habitação.

No sábado, o leste do país, foi fustigado por novas e intensas chuvas e o alerta de inundação permanece em vigor hoje.

Citado pela agência de notícias oficial IRNA, o ministro do Interior, Abdolreza Rahmani Fazli, disse hoje no Parlamento que 25 das 31 províncias foram afectadas pelas enchentes e os prejuízos se situaram entre 300 mil e 350 mil milhões de rial (moeda iraniana, equivalente a entre 1,93 e 2,25 mil milhões de euros).

Falando também no Parlamento de Teerão, o ministro dos Transportes e Desenvolvimento Urbano, Mohammad Eslami, disse aos deputados que “mais de 14 mil quilómetros de estradas” tinha ficado danificadas e “725 pontes foram totalmente destruídas”.

A agricultura foi o sector económico mais afectado.

Segundo um responsável do Instituto de Meteorologia daquele país, as inundações devem-se “às alterações climáticas do planeta e não significam necessariamente o fim da seca crónica que afecta o Irão.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »