Portal de Angola
Informação ao minuto

Subsecretária de Segurança Interna dos EUA apresenta demissão

(Photo by KENZO TRIBOUILLARD / AFP) (Photo credit should read KENZO TRIBOUILLARD/AFP/Getty Images)

A subsecretária de Segurança Interna dos Estados Unidos apresentou a demissão poucos dias depois do anúncio da saída da secretária de Segurança Interna, Kirstjen Nielsen, escreve a TIME.

“Claire Grady apresentou ao Presidente a sua demissão, que entrará em vigor hoje, escreveu Kirstjen Nielsen no Twitter, que também abandonará hoje o cargo.

Dois funcionários com conhecimento directo da decisão dizem que Grady foi forçada a renunciar. Os funcionários não foram autorizados a falar publicamente e falaram com a Associated Press sob condição de anonimato.

Grady é um funcionário de longa data com mais de 28 anos de experiência nos departamentos de Defesa e Segurança Interna.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou neste fim de semana a saída de Nielsen da pasta responsável pela migração e pela política de fronteira do seu Governo.

Através do Twitter, o Presidente dos Estados Unidos revelou que Kirstjen Nielsen será substituída por Kevin McAleenan, até aqui comissário responsável pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras do país.

O pedido de demissão de Kirstjen Nielsen acontece no momento em que o departamento de Alfândegas e Segurança de Fronteiras anunciou que o sistema “colapsou”, perante o aumento de número de pessoas sem documentos a tentar diariamente entrar nos EUA.

Desde que tinha assumido o cargo, em dezembro de 2017, Kirstjen Nielsen tinha sido encarregada de fortalecer as políticas anti-imigração da administração Trump, nomeadamente a de separação de famílias migrantes, que causou muita polémica.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »