Portal de Angola
Informação ao minuto

Primeira prova de Bicicletas Todo Terreno arranca a 27 de Abril

(DR)

O 6º Circuito de BTT em Angola arranca dia 27 de Abril, com a prova de resistência nocturna em Luanda. Esta prova tem partida prevista para as 17:00h, no Estádio dos Coqueiros, e mantém o trajecto da realizada em 2018, designadamente a subida à Fortaleza de São Miguel.

Estes dados foram hoje revelados em Luanda, numa Conferência de Imprensa em que estiveram presentes responsáveis da organização, atletas e patrocinadores. Gonçalo Anacoreta, membro da organização, sublinha “a satisfação por poderem organizar mais um circuito angolano de BTT, proporcionando aos amantes deste desporto em Angola um calendário anual, repleto de desafios e de bons momentos em plena natureza.”

Em 2019 o circuito integra três provas, também à semelhança do que aconteceu o ano passado. A prova de resistência nocturna, o 6º Circuito BTT ALLSTARS, entre maio e Outubro, e o Cabo Ledo BTT Challenge, em Setembro. O Circuito BTT ALLSTARS é composto por seis provas, em seis localidades diferentes das Províncias de Luanda e do Bengo, e para Cabo Ledo a organização convidou atletas internacionais, que se juntarão aos já habituais e assíduos amantes da modalidade.

A prova de resistência nocturna, que é composta por várias voltas ao circuito previamente definido, conta já com 180 atletas inscritos, oriundos de 17 países, os quais vão ser divididos por género e por escalões etários. Nas seis provas do Circuito ALLSTARS, todas elas realizadas em picada, trilhos e caminhos estreitos (numa distância que vai variar entre 30 a 60 km), a organização espera contar com 150 atletas, em média, em cada uma delas. Nestas provas existem três distâncias para percorrer.

A maratona para atletas experimentados e com treino regular. A meia maratona para atletas com alguma experiência e treino. E a minimaratona para atletas que querem descobrir a modalidade.

No Cabo Ledo BTT Challenge, que se realizará no fim de semana de 16 e 17 de Setembro, são igualmente esperados 150 atletas, sendo que este número, segundo a organização, tem tendência para crescer, “em virtude do sucesso da prova em 2018”.

No final de cada prova serão atribuídos troféus aos cinco primeiros classificados de cada um dos escalões pontuáveis. “A classificação final do 6º Circuito de BTT será́ definida em função do somatório dos pontos obtidos no conjunto das provas pontuáveis”, lembra Gonçalo Anacoreta.

O mesmo responsável, questionado sobre as expectativas para este ano, mostra-se confiante. “Em 2018, aumentámos o número de provas e o número de participantes continuou a crescer. Foi o ano em que organizámos pela a primeira vez uma prova de resistência urbana nocturna em Luanda e um Campeonato de dois dias. Contámos com quase 280 inscritos, de 22 nacionalidades diferentes no decorrer da época. Para 2019, para além de acreditarmos no crescimento da modalidade, o nosso maior desafio é a organização de uma prova de dois dias seguidos, que pretendemos que seja internacional (cariz regional), em Cabo Ledo”, sublinha.

Nesta edição, o circuito conta com o patrocínio de marcas tão importantes em Angola como o Banco Económico, o Grupo Autostar, a Saudabel, a XXL e a Gelati. Apoiam a iniciativa a Medline, a Federação Angolana de Ciclismo, o Ginásio Konceito, a GICATE, a Rádio MFM e a Skydive Angola.

Sobre o BTT em Angola
Os primeiros passos de provas organizadas de BTT em Angola foram dados em 2014. Nesse ano, a ALLSTARS organizou 2 provas: Barra do Kwanza e Funda e contou com 50 participantes.

Em 2015, o desafio foi elevar a fasquia e chegar aos 100 participantes numa só prova, meta essa que foi alcançada.
Em 2016, participaram mais de 160 participantes numa prova, sendo que mais de 250 atletas de, pelo menos, 20 nacionalidades participaram nas diferentes provas do 3º BTT ALLSTARS XXL 2016.

Em 2017, e apesar da crise vivida em Angola, o número de participantes não diminui, tendo os organizadores atingido um novo máximo, com mais de 170 participantes inscritos numa só prova.

Em 2018, a organização deu continuidade a este movimento, tendo aumentado o número de ciclistas e amantes da modalidade e organizado uma prova de dois dias seguidos fora de Luanda. Os eventos realizados na edição de 2018 foram os seguintes: Prova de resistência urbana noturna, em Abril; 5º Circuito Angolano de XCM, entre Maio e Outubro; e Campeonato de XCO e de XCM, em Setembro.

(Nota enviada à nossa redacção com pedido de publicação)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »