Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Presidente critica PJ em S. Tomé que prendeu 2 ex-ministros

RFI / por Maximino Carlos

Evaristo Carvalho, presidente São-tomense (DR)

O Presidente de S. Tomé e Príncipe, dirigiu-se à nação, dizendo que vai reunir o conselho superior de Defesa e o conselho de Estado, para analisar os útimos acontecimentos no país, que culminaram na detenção de 2 ex-ministros. A PJ deteve os dois ex-ministros sem autorização do ministério público.

Na sua comunicação à Nação, o Presidente santomense, Evaristo de Carvalho, afirmou que é necessário preservar os órgãos de Estado, referência a disfunções que houve entre a Polícia Judiciária e o ministério pública, na prisão de 2 ex-ministros.

Os ex-ministros das Finanças, Américo Ramos e das Obras públicas, Carlos Vila Nova, são suspeitos de corrupção e enriquecimento pessoal.

A PJ, argumentou ter tido ordens superiores para prender os dois ex-ministros, sem conhecimento do ministério Público.

Assim, o chefe de Estado santomense, declarou que o país vive uma presença clara e premeditada de tentativa de subversão da ordem constitucional.

“A usurpação das competências exclusivas do ministério público pela Polícia Judiciária, supostamente em obediência a ordens superiores, para deter cidadãos, violando o princípio sacrossanto do Estado de direito que é o ministério público.”

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »