Portal de Angola
Informação ao minuto

Governador pede fiscalização dos meios

Vigílio Tyova promete travar desvios de bens públicos (Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro)

Jornal de Angola | Adelaide Mualimusi | Cahama

O governador provincial do Cunene, Vigílio Tyova, pediu, ontem, à população local para fiscalizar a utilização dos meios que vão ser adquiridos brevemente para o combate à seca e à fome que assola a região.

Vigílio Tyova recordou que o Presidente da República disponibilizou três mil milhões de kwanzas para minimizar o impacto da seca, que afecta grande parte da população do Cunene.

“Os valores disponibilizados vão servir para a compra de 30 camiões cisternas de água, tractores, reabilitação dos furos de água e represas que se encontram inoperantes”, disse o governador.

Segundo Vigílio Tyova, cada comuna vai receber um camião cisterna e um tractor para que os habitantes locais possam desenvolver a agricultura de subsistência “Faremos tudo para impedir que os gestores locais se sirvam dos meios que vamos distribuir.
Não vamos tolerar alguém que ousar vender água utilizando as cisternas adstritas às administrações”, disse.

O governante disse que o Presidente da República disponibilizou 200 milhões de dólares para a construção de três barragens, sendo uma no rio Cunene, na região do Cafu, município de Ombadja, e outras duas no rio Cuvelai, nas zonas do Caluncuve e do Ndue. “Estas barragens vão dar lugar à construção de canais abertos para transportar água para várias zonas da província”, adiantou.

Vigílio Tyova sublinhou que devido à falta de chuvas regista-se fome acentuada porque não houve produção agrícola, pelo que o Governo Provincial está a reunir condições para apoiar às populações visadas com alimentos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »