Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Sonangol suspende venda de gasolina em postos no Cunene e na Huíla que estavam a vender combustível adulterado

Longas filas foram registadas nas bombas de abastecimento durante três dias em Luanda (DR)

A Sonangol interrompeu a venda de gasolina em alguns postos de abastecimento de combustível no Cunene e na Huíla, depois de ter identificado, durante a semana passada, gasolina adulterada nas bombas da Pumangol, Sonangalp e Sonangol Distribuidora.

Numa nota de imprensa citada pelo NJOnline, a Sonangol informa que, em consequência da situação, a Sonangol Logística iniciou a retirada do respectivo produto, substituindo-o por combustível com as caraterísticas recomendadas.

A Sonangol explica que foram realizadas análises para avaliar a qualidade do produto nos postos de abastecimento e nas instalações de armazenagem de proveniência, de modo a aferir a causa e a mitigar os constrangimentos, e, das análises efectuadas, concluiu-se que a gasolina armazenada nos tanques de expedição da Sonangol Logística se encontra dentro das especificações.

Por esta razão, esclarece a petrolífera, “suspeita-se que a alteração da qualidade do produto tenha ocorrido nos camiões durante o trajecto da instalação de expedição para os tanques das instalações de destino, situação ainda em análise”.

A Sonangol informa ainda que está a decorrer a reposição de gasolina em conformidade nos postos de abastecimento identificados.

A situação criou, entretanto, constrangimentos aos automobilistas das províncias da Huíla e Cunene, que se queixaram de avarias nas suas viaturas, em consequência dessa anomalia registada na gasolina, segundo a Angop, que refere que alguns automobilistas afirmaram ter notado uma fumaça incomum nas viaturas após terem abastecido o depósito das viaturas e outros viram mesmo os meios a paralisarem horas depois.

Em comunicado a Sonangol Logística apela ainda à compreensão de todos e garante não existirem motivos para preocupação em relação ao fornecimento, com qualidade, de derivados de petróleo.

A nível da cidade do Lubango, quatro bombas suspenderam a venda da gasolina.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »