Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

EUA incluem Guarda Revolucionária do Irão em lista de grupos terroristas

Membros da Guarda Revolucionária do Irã participam de parada militar em Teerão (Afp)

Afp

Os Estados Unidos incluíram oficialmente o corpo militar de elite do Irão, a Guarda Revolucionária Islâmica, em sua lista de organizações terroristas estrangeiras, anunciou o presidente Donald Trump nesta segunda-feira.

É a primeira vez que uma organização “que faz parte de um governo estrangeiro” é designada dessa forma, afirmou em comunicado o presidente americano, afirmando que essa medida aumentará a “pressão” contra Teerão.

O secretário de Estado, Mike Pompeo, por sua vez, alertou todos os bancos e empresas sobre as consequências de negociar com a Guarda Revolucionária.

“Empresas e bancos de todo o mundo agora têm o claro dever de garantir que as empresas com as quais realizam transações financeiras não sejam conduzidas com a IRGC de maneira relevante”, disse ele aos repórteres, usando a sigla para o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, reagiu elogiando a decisão de Washington.

“Agradeço ao meu querido amigo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por decidir colocar a Guarda Revolucionária Iraniana na lista de organizações terroristas”, escreveu Netanyahu no Twitter. “Obrigado por responder a outra importante demanda minha, que atende aos interesses de nossos países e dos países da região”, acrescentou.

O Irão é o principal inimigo de Israel e Netanyahu se opôs fortemente ao acordo nuclear de 2015 entre Teerão e as potências mundiais.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »