Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Cooperação leva ministro da Energia à Alemanha e Suécia

Ministro João Baptista Borges (arquivo) (Foto: Angop)

Angop

O reforço da cooperação bilateral no sector da energia e águas está no centro da agenda da visita que o ministro angolano da Energia e Águas, João Baptista Borges, efectua a partir de hoje (segunda-feira) à Alemanha e ao Reino da Suécia.

Neste primeiro dia de trabalho, o governante angolano participa numa mesa redonda sobre parceria de energia Angolano-Alemão, que serve de antecâmara à Conferência Anual “Diálogo de Transição Energética 2019”, que decorrerá em Berlim, numa organização do Governo da Alemão.

Na conferência anual “Dialogo de Transição Energética 2019” abordará, com diferentes entidades, questões relacionadas com o funcionamento e dinamização da Comissão Bilateral Alemanha-Angola, no domínio da energia.

Na Alemanha, o ministro João Baptista Borges manterá contactos com responsáveis de empresas alemãs, no âmbito do reforço da cooperação empresarial com entidades já estabelecidas em Angola, a exemplo da Siemens.

A propósito, o ministro efectuará visitas às instalações dessa empresa, bem como da Voith, fornecedora das turbinas da barragem de Laúca (Malanje), prevendo-se, igualmente, que venha a fornecer as turbinas para a barragem de Caculo Cabaça, em construção na província do Cuanza Norte, desde Agosto de 2017.

O aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, com uma potência nominal de dois mil e 70 MW, entrou em exploração comercial a 04 de Agosto de 2017 e está a funcionar actualmente com quatro das seis turbinas previstas, de 334 MW cada. As restantes entram em funcionamento este ano. A barragem de Laúca contará também, a partir de 2020, com uma central ecológica de 70 megawatts.

Caculo Cabaça, em construção no Cuanza Norte, entrará em funcionamento em 2022, com uma potência de dois mil e 172 MW.

Em relação ao sub-sector das águas, o governante angolano manterá um encontro com a Agência Alemã de Água que, na relação com Angola, elaborou já estudos de prospecção de águas subterrânea na região do Cunene (afectada pela seca), na sequência dos projectos do Governo para provimento de águas quer para as populações, quer para abeberamento do gado.

Já no Reino da Suécia, com visita marcada de 11 a 13, João Baptista Borges manterá um encontro de concertação e reforço da cooperação, no âmbito do projecto de electrificação da zona dos Dembos, na província do Bengo, nomeadamente as localidades do Úcua, Pango Aluquem, Quibaxi e Nambuangongo.

A Suécia é um parceiro forte de Angola, no quadro do esforço que o Governo está a empreender, no domínio da implantação de infra-estruturas de energia eléctrica e água, para aumento dos níveis de oferta, quer para consumo doméstico, quer para projectos Industriais.

Esta deslocação visa também despertar o interesse da classe empresarial sueca para investir em Angola.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »