- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Menos acidentes rodoviários no primeiro trimestre do ano, mas mais mortos

Menos acidentes rodoviários no primeiro trimestre do ano, mas mais mortos

O número de acidentes nas estradas portuguesas diminuiu nos primeiros três meses do ano relativamente ao período homólogo, com um total de 31.173 desastres, mas registaram-se mais vítimas mortais, segundo dados provisórios oficiais.

De acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entre 01 de janeiro e 31 de março deste ano registaram-se menos 788 acidentes do que em igual período do ano passado (31.961), mas houve mais quatro mortos.

No primeiro trimestre do ano, 116 pessoas morreram nas estradas portuguesas, mais quatro relativamente ao mesmo período do ano passado (112).

No que diz respeito aos feridos graves, no primeiro trimestre, foram registados 454, mais 62 do que em igual período de 2018.

A ANSR indica também que entre 01 de janeiro e 31 de março, 9.368 pessoas sofreram ferimentos ligeiros na sequência de acidentes, mais 98 do que em igual período do ano passado (9.270).

O balanço da ANSR, que reúne dados da GNR e PSP, destaca também que na última semana de março (22 a 31 de março) morreram nas estradas 16 pessoas e 49 ficaram feridas com gravidade.

No espaço de um ano (entre 01 de abril de 2018 e 31 de março de 2019) o número de mortos nas estradas diminuiu para 512 (menos 12), enquanto o de feridos graves subiu para 2.187 (mais 31).

Nos últimos três meses, o distrito com mais acidentes foi o de Lisboa (6.436), seguido do Porto (5.845), Setúbal (2.603), Braga (2.585) e Aveiro (2.556).

Quanto ao número de mortos, Braga foi o distrito com mais vítimas mortais (15), seguido de Porto e Santarém (11), Aveiro e Faro (10) e Leiria e Viseu (com oito).

Nos feridos graves, o distrito que maior valor apresenta nos primeiros três meses do ano é o de Lisboa (77), seguido do Porto (54) e Faro (44).

Os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária dizem respeito aos mortos cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

- Publicidade -
- Publicidade -

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...
- Publicidade -

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...

UNITA apoia manifestação contra desemprego e por eleições autárquicas

A UNITA, principal partido da oposição em Angola, apoia uma manifestação programada para este sábado, 24, por activistas como forma de pressionar o Presidente...

Notícias relacionadas

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...

UNITA apoia manifestação contra desemprego e por eleições autárquicas

A UNITA, principal partido da oposição em Angola, apoia uma manifestação programada para este sábado, 24, por activistas como forma de pressionar o Presidente...

Última Hora: Um morto, três feridos e 50 detidos em tumultos no município de Cacuaco

Uma pessoa morreu, pelo menos três ficaram feridas e 50 foram detidas na sequência de um tumulto registado hoje no Sequele, município de Cacuaco,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.