Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

“É desumano”. Will.i.am acredita que Michael Jackson é vítima de uma campanha racista

BLITZ

(LEONHARD FOEGER))

“Vivemos numa sociedade muito hipócrita e falsa”

Will.i.am, vocalista dos Black Eyed Peas, acredita que as acusações de abuso sexual de crianças feitas contra Michael Jackson são parte de “uma campanha racista e difamatória”.

Segundo o músico, tais acusações foram feitas por motivos financeiros, ainda que se diga sentir “dividido” pelos testemunhos de Wade Robson e James Safechuck em “Leaving Neverland”.

Não só isso, como ainda defendeu que se continue a ouvir a obra de Michael Jackson, comparando-o à farmacêutica Bayer e ao papel desta no Holocausto.

“Eles criaram os químicos que mataram os judeus e ninguém os quer banir”, afirmou.

“Vivemos numa sociedade muito hipócrita e falsa. Consigo enumerar milhares de produtos que ainda compramos e usamos, detidos por gente que fez coisas horríveis, e não os retiramos do mercado”.

E continuou: “Pensem em todos os países onde existiu escravatura; imaginem que as pessoas não viajavam para esses países pelo que fizeram no passado”.

“É suposto não fazer mais nada com qualquer pessoa que tenha feito algo errado no passado?”, questionou.

Recorde-se que will.i.am trabalhou com Michael Jackson entre 2006 e 2009, ano da morte do “Rei da Pop”, sem que esse material tenha sido editado. O músico espera poder lançá-lo num período mais “saudável”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »