Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Huíla: Quotidiano dos SAN retratado em livro

Angop

Foto: Clemente Santos

O docente universitário Salvador Ferreira lançou este sábado, no Lubango, uma obra de investigação intitulada “Quotidiano SAN”, de carácter académico, que retrata as vivências, do passado e do presente, da comunidade vulgarmente chamada de “khoisan”.

Segundo o autor, o livro de 156 páginas procura ajudar a entender a transformação do estilo de vida nómada dos SAN para os costumes de sedentarismo típico dos bantu, sem no entanto deixar de seguir algumas práticas ancestrais.

Sublinhou que realça ainda a sua longa trajectória desde a migração bantu e a colonização europeia, mas que perdura no tempo.

“Procuramos explicar a história da comunidade SAN, por meio de uma combinação de texto e imagens que evidenciam, de forma objectiva, as actuais práticas de vida recolhidas ao longo de vários anos, daí que convido os leitores a uma viagem ao passado, presente e futuro dessa comunidade de Angola, com maior número localizado no município de Quipungo, que dista a 120 quilómetros leste do Lubango, hoje fixada em mais de 400 pessoas”, disse.

Referiu igualmente que o livro é dedicado a todas minorias étnicas que ao longo da sua existência lutaram para a sua afirmação num contexto em constante mutação em que as desigualdades aumentam todos dias.

A obra foi concebida com pressupostos de que a transição é algo bom para a comunidade SAN, daí que solicitou à sociedade a prestar apoio a sobrevivência desses povos originais da região austral de África.

A obra foi editada pela “Caxinde Editores e Livreiros” e numa primeira fase foram tirados 500 exemplares, cem dos quais distribuídos aos leitores do Lubango.

Salvador Ferreira nasceu na província do Cuanza Norte e tem publicados os livros “Parceira Público-Privada – Uma experiência sobre o micro-crédito em 2011”,  “Fotografia do Quotidiano em 2012“ e “Tchivinguiro Uma Memoria Colectiva em 2015”.

 

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »