Radio Calema
InícioMundo LusófonoGuiné-BissauJurista avisa para ligação entre corrupção e tráfico de droga na Guiné-Bissau

Jurista avisa para ligação entre corrupção e tráfico de droga na Guiné-Bissau

O jurista guineense Hermenegildo Pereira afirmou que a há uma ligação intrínseca entre a corrupção e o tráfico de droga na Guiné-Bissau e que é preciso criar políticas específicas para combater o fenómeno no país.

“Há uma ligação intrínseca e indissociável entre os fenómenos criminais, nomeadamente a corrupção e o tráfico de droga. É preciso criar políticas, têm de ser específicas, detalhas, conhecendo a realidade onde devem ser inseridas, e têm de haver um quadro normativo bem apetrechado, estruturas a nível da prevenção e temos de criar mecanismo de seguimento para combater o fenómeno”, afirmou o antigo Procurador-Geral da República guineense.

Atual funcionário da Missão Integrada das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau falava à margem do Fórum de Coordenação de Parceiros sobre Combate ao Tráfico de Drogas e Crimes Organizado Transnacional, que reuniu hoje em Bissau vários atores e entidades internacionais que trabalham naquela área para abordar o problema do tráfico de droga no país e na sub-região.

O jurista defendeu que o trabalho precisa de ser feito a dois níveis, nomeadamente a nível internacional com a “concertação de esforços para evitar duplicações” e a nível nacional através da criação de “melhores formas para cooperar e coordenar os esforços para um melhor combate ao crime organizado e ao tráfico de droga”.

Questionado sobre o aumento de apreensões de droga na Guiné-Bissau, Hermenegildo Pereira salientou que demonstram que há vontade a nível internacional e nacional, apesar da falta de meios existentes.

Na última resolução sobre a Guiné-Bissau, o Conselho de Segurança da ONU encarregou a UNIOGBIS para prestar assessoria estratégica e técnica às autoridades guineenses no combate ao tráfico de droga e crime organizado transnacional.

“A recente apreensão pelas autoridades nacionais de mais de 800 quilogramas de droga dentro do território da Guiné-Bissau, com o apoio técnico da ONU, confirma a escala da ameaça do narcotráfico”, afirmou David McLachlan-Karr, representante especial adjunto do secretário-geral da ONU em Bissau.

Segundo David McLachlan-Karr, há milhões de dólares em receitas nacionais que desaparecem todos os anos “através de canais ilícitos e práticas de corrupção”.

“A perda desse dinheiro tem um impacto direto nas perspetivas de desenvolvimento do país”, salientou o responsável, acrescentando que a ONU está disponível para apoiar o país.

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.