Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Salários mais altos melhoram produtividade dos trabalhadores

RTP

(RTP)

Esta é uma das conclusões do Conselho para a Produtividade, constituído pelo Governo, para analisar os motivos da fraca produtividade em Portugal. A falta de qualificações dos empresários é um dos obstáculos à eficiência dos trabalhadores.

Desde os anos 2000 que o crescimento da produtividade em Portugal desacelerou. A produtividade cresceu 13,3% em Portugal no conjunto dos últimos 18 anos – abaixo da média europeia.

Quando aconteceu a globalização, Portugal não conseguiu acompanhar essa mudança que aconteceu no mundo. E desde a crise económica que este ritmo de crescimento travou a fundo.

O Conselho para a Produtividade, coordenado pelos Ministérios das Finanças e Economia, aponta várias razões. A emigração de mão-de-obra qualificada nos tempos da crise, o crescimento do setor dos serviços, tradicionalmente considerado menos produtivo do que a indústria, e a digitalização da economia justificam esta estagnação.

Mas há outro fator crítico: os salários. O relatório do Conselho para a Produtividade conclui que os trabalhadores são mais produtivos quando têm salários mais altos. E não só.

O relatório diz que a falta de qualificações dos empresários afeta a eficiência da empresa, assim como os critérios de escolha dos gestores, muitas vezes feita com base nas relações familiares e de amizade e não pelo percurso profissional – uma consequência do retrato empresarial português.

O ministro da Economia não tem dúvidas de que, para a economia crescer mais do que tem crescido, precisa de um empurrão da produtividade. E diz estar consciente do que deve ser feito.

Está feito o diagnóstico. Resta agora ao governo e aos empresários escolherem os caminhos da eficiência.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »