Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Processo dos 50 impulsiona alcance da independência – nacionalista

AMADEU AMORIM, NACIONALISTA E REPRESENTANTE DO PROCESSO 50 (FOTO: FRANCISCO MIÚDO)

De acordo com a Angop, o presidente da Associação do Processo dos 50, Amadeu Amorim, reconheceu hoje (sexta-feira) que o 29 de Março de 1959, data do início da detenção de 50 nacionalistas, foi o grande impulsionador para o alcance da independência nacional a 11 de Novembro de 1975.

O nacionalista prestou esta declaração à imprensa, depois da deposição de flores no Largo da Independência, em Luanda, para homenagear o primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto e os nacionalistas Mário Coelho Pinto de Andrade, Ilídio Tomé Gamaliel e Florêncio Sebastião Joaquim, sepultados no cemitério dos Altos das Cruzes.

Amadeu Amorim disse que foi uma luta difícil, mas que valeu apenas fazer, por ter conseguido despoletar outras formas de luta, como os massacres de Icolo e Bengo, da baixa de Cassanje, a luta de 4 de Fevereiro e o 15 de Março.

Acrescentou que esse sacrifício de luta deu a oportunidade de o povo estar independente, podendo acabar com a escravatura colonialista daquela época.

Por seu turno, o nacionalista Diogo Ventura, também presente no acto de homenagem, considerou que o Processo dos 50 despertou Angola e o Mundo, através da brochura de Mário Coelho Pinto de Andrade, denunciando ao estrangeiro que o país estava em luta.

Já a presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, Maria Antónia Nelumba, disse ser um momento oportuno para os mais jovens poderem conhecer a trajectória para o alcance da independência nacional e das figuras envolvidas nestas lutas.

A prisão de vários nacionalistas angolanos tiveram início a 29 de Março de 1959 e terminaram a 24 de Agosto do mesmo ano com as detenções e os julgamentos iniciaram-se no ano de 1961.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »