Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

ANDA reintegra mais de 25 mil pessoas com deficiência

SILVA LOPES ETIAMBULO - PRESIDENTE DA ANDA - EXPLICA FUNCIONAMENTO DE UMA COOPERATIVA AGRÍCOLA (ARQUIVO) (FOTO: LUCAS NETO)

Vinte e cinco mil e 390 pessoas com deficiência foram retiradas das ruas do país de 2003 a 2018 e reintegradas em várias actividades do projecto “Vem Comigo”, sob a égide da Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA).

O projecto “Vem comigo” é financiado pelo Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS) supervisionado pela Fundação Lwini, coordenado e executado pela ANDA e tem como objectivo principal a recolha, formação, sensibilização, consciencialização de pessoas com deficiência, bem como reassentamento.

Os beneficiários recebem formação para apostarem na criação de cooperativas agrícolas e de piscicultura, assim como empreendedorismo visando o auto-emprego.

A informação foi prestada hoje (sexta-feira) pelo presidente da ANDA , Silva Lopes Etiambulo Agostinho, durante um encontro de técnicos e activistas do Projecto.

O evento visa motivar os associados e dar uma outra dinâmica a Associação na busca de formas para contornar a situação sócio económica para melhor ajudar a pessoas com deficiência face aos novos desafios económico, social e político do país.

Destacou a importância de se reintegrar os beneficiários no processo produtivo, através da formação e criação de cooperativas, para o número de pessoas com deficiência nas ruas.

A ANDA tem desenvolvido acções em todo país, sobretudo nas províncias de Luanda, Benguela, Huambo, Huíla, Malanje, Uíge e Cuanza Norte.

Avançou que uma das prioridades da sua agremiação será a reintegração de 517 deficientes que estão no município do Mavinga, província do Cuando Cubango, ex-militares das FALA e suas famílias.

A ANDA existe desde 2003 e controla cerca de 57 mil e 917 associados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »