Radio Calema
InicioDestaquesONU ausculta experiência de Angola nos Grandes Lagos

ONU ausculta experiência de Angola nos Grandes Lagos

A experiência de Angola na busca de soluções para a Região dos Grandes Lagos esteve na base de um encontro entre a representante permanente do país junto das ONU, Maria dos Reis Ferreira, e o enviado especial do secretário-geral da organização (ONU) para a região dos Grandes Lagos, Huang Xia.

No encontro, realizado em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, Huang Xia auscultou a experiência de Angola, na qualidade de Estado membro da Conferência da Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

Em nota de imprensa a que a Angop teve acesso nesta terça-feira, a representação de Angola junto da ONU refere que a reunião serviu também para Huang Xia colher subsídios que o permitam apresentar propostas concretas ao secretário-geral da organização mundial, no que diz respeito a Região dos Grandes Lagos.

Durante a audiência, de meia hora, o diplomata chinês sublinhou os avanços económicos e sociais registados em Angola, depois de um longo período de conflito armado.

Segundo Huang Xia, a experiência de Angola deve servir de inspiração para os outros países, apesar da crise económica que está enfrentar nesse momento, resultante da queda do preço do petróleo no mercado internacional.

Angola, prosseguiu o diplomata, dispõe de capital político e financeiro para assumir outros desafios a nível da Região dos Grandes Lagos. Manifestou o interesse em contactar as autoridades angolanas para dinamizar o Secretariado Executivo da CIRGL.

Embaixador de carreira, Huang Xia foi nomeado enviado especial do secretário-geral da ONU para a região dos Grandes Lagos a 22 de Janeiro de 2019, pelo secretário-Geral da organização, António Guterres.

O diplomata chinês assume as novas funções a 1 de Abril deste ano.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.