Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Sonangol conta com um novo navio Sonda

O Navio Sonda da Sonangol, em construção na Coreia de Sul, para operar em águas profundas, ultra profundas e pré-sal, foi baptizado quinta-feira, em Busan, com nome “Libongos” (DR)

Um Navio Sonda da Sonangol, em construção na Coreia de Sul, para operar em águas profundas, ultra profundas e pré-sal, foi baptizado quinta-feira, em Busan, com nome “Libongos”, numa cerimónia que contou com a presença da primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, como madrinha do navio.

Baptizado com o nome “Libongos” – uma região do Bengo onde existem afloramentos de petróleo a superfície, segundo explica Angop, o navio foi concebido para obedecer à uma estratégia do programa de exploração petrolífera, que deverá garantir novas descobertas e a consolidação das reservas para o futuro, tendo em atenção fundamentalmente, a satisfação das necessidades do País.

O novo navio, que garantirá numa primeira fase, emprego a cerca de mil e 200 trabalhadores, entre nacionais e estrangeiros, tem capacidade de operação em águas profundas, ultra profundas e no pré-sal, e estará disponível para executar trabalhos a nível nacional e internacional.

A cerimónia foi testemunhada pelo presidente do conselho de administração da Sonangol, Carlos Saturnino, e do Presidente da DAEWOO SHIPBUILDING MARINE ENGINEERING – “DSME”, Sung Leep Jung, enquanto anfitrião.

Para o presidente do conselho de administração da Sonangol, a materialização deste projecto constitui mais um marco, no âmbito do relançamento da indústria petrolífera angolana, rumo ao aumento da produção e das reservas nacionais, assim como aumenta o leque de serviços integrados da cadeia primária, diminuindo a dependência da disponibilidade externa no cumprimento dos programas de trabalho de exploração.

Presenciaram igualmente o acto, o secretário de Estado de Petróleos, José Barroso, o presidente do conselho de administração da Agência Nacional de Petróleo e Gás, Paulino Jerónimo, o embaixador de Angola na Coreia do Sul, Albino Malungo, administradores executivos da Sonangol, representantes das operadoras petrolíferas em Angola, entre outros.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »