Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

SADC celebra feriado em homenagem aos heróis do Cuito Cuanavale

Angop

MEMORIAL DA BATALHA DO CUITO CUANAVALE (FOTO: ANTÓNIO ESCRIVÃO)

Trinta e um anos depois, os cidadãos da África Austral passam a celebrar o 23 de Março como feriado regional, data que assinala a derrota do regime fascista sul-africano (apartheid), resultante de um confronto travado no sudeste angolano, na fronteira com a Namíbia, no município do Cuito Cuanavale (Cuando Cubango).

Em quatro meses de intensos combates, entre 15 de Novembro de 1987 a 23 de Março de 1988, o exército do regime do apartheid da África do Sul (SADF, South African Defence Force), levou uma pesada derrota na sua vã tentativa de tomar pela força das armas a sede do município do Cuito Cuanavale.

O exército das Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA), apoiado por Cuba, triunfou ante a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), auxiliada pelo exército sul-africano.

A vitória das FAPLA, precursora das FAA, forças governamentais, teve repercussões assinaláveis para a eliminação do regime de segregação racial que vigorava na África do Sul e libertação da vizinha Republica da Namíbia, a Sul de Angola.

O resultado deste confronto marcou um ponto de viragem decisivo na guerra, incentivando paralelamente um acordo entre sul-africanos e cubanos para a retirada de tropas e a assinatura dos Acordos de Nova Iorque, que deram origem à implementação de uma resolução (435/78) do Conselho de Segurança da ONU.

A importância da data para paz definitiva na região, uma das mais estáveis politicamente em África, levou Angola, enquanto presidente da SADC, a apresentar uma proposta para inclusão de 23 de Março como Dia de Libertação de África Austral, 18 de Agosto de 2018, uma homenagem ao esforço do país para a libertação da sub-região.

Antes de ser proposta e aceite pelos Chefes de Estado da SADC, a data, 23 de Março, foi institucionalizada como feriado nacional em Angola, a 9 de Agosto de 2018, aprovada pelos deputados da Assembleia Nacional, durante a 3ª Reunião Plenária Extraordinária.

Para essa celebração inédita como feriado regional, o governo decidiu convidar todos os Chefes de Estado da região da SADC para se deslocarem a Angola, mais especificamente ao Cuíto Cuanavale, mais de 200 quilómetros de Menongue, capital do Cuando Cubango, para conjuntamente celebrarem esta data.

Dos 15 Chefes de Estado que compõem a sub-região Austral da África, a Angop sabe das presenças confirmadas dos presidentes Mokgweetsi Masisi

(Botsuana), Hage Geinbob (Namíbia), Edgar Lungu (Zâmbia) e Cyril Ramaphosa (África do Sul).

A SADC foi criada em 17 de Outubro de 1992 e integra Angola, Moçambique, África do Sul, Botsuana, República Democrática do Congo, Lesoto, Madagáscar, Malawi, Maurícia, Namíbia, Seychelles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabué.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »