Portal de Angola
Informação ao minuto

CAN 2019: Adeptos em Benguela confiantes na qualificação dos Palancas Negras

TREINO DA SELECÇÃO NACIONAL DE FUTEBOL (FOTO: ANTONIO ESCRIVAO)

Amantes do futebol na província de Benguela estão confiantes na vitória dos Palancas Negras, nesta sexta-feira, diante do Botswana, para a última jornada do Grupo I de apuramento e consequente qualificação ao Campeonato Africano das Nações (CAN2019), a realizar-se em Julho, no Egipto.

Em entrevista à Angop, o antigo capitão dos Palancas Negras Osvaldo Roque “Jony” admitiu que não vai ser um jogo fácil, pois, estão vários interesses em jogo e a selecção tem de estar bem preparada para vencer o desafio.

“Se a equipa estiver concentrada e saber o que quer e deve fazer, certamente estaremos no Egipto”, disse o ex internacional angolano.

Já o antigo jogador dos Palancas Negras Mário Luvambo defende que a seleccão deve entrar em campo para ganhar, o que passa por marcar muitos golos.

“Nós só dependemos de nós próprios, por isso, não devemos pensar se o Burkina vai empatar na outra partida do grupo. Devemos pensar em nós, o que passa por ganhar e marcar presença no CAN do Egipto”, disse Mário Luvambo.

Leão Ngoma, presidente do clube 17 de Maio de Benguela, disse que se a selecção de Angola estiver organizada e entrar com uma postura muito coesa e dinâmica dentro do campo, vai ganhar o jogo.

Para si, neste tipo de jogo os jogadores da selecção devem cometer o menor número de erros e estar concentrados para não serem surpreendidos pelo adversário, que joga em casa, diante do seu público.

“ O combinado nacional tem jogadores experientes e acredito seriamente que estaremos no CAN do Egipto. À federação de futebol, solicito que criem todas as condições logísticas e técnicas para a selecção, para que os atletas se sintam confortados e possam dar o melhor de si”, disse.

Já o chefe do departamento de formação do 1º de Maio de Benguela, o antigo futebolista António Cunha “Inoque”, defende que a selecção de Angola deve entrar a jogar no ataque, sem descurar a defesa.

O antigo futebolista do Sporting e 1º de Maio de Benguela, referiu que os Palancas têm muitos valores individuais que, com muita disciplina, humildade e organização, podem vencer o Botswana e conseguir o almejado apuramento ao CAN do Egipto.

Pediu a todos os angolanos que apoiem a selecção, porque o país precisa de voltar a essa competição continental.

Os angolanos ocupam a segunda posição do grupo, com nove pontos, contra um dos tswaneses. Os mauritanianos, já apurados, são líderes, com doze pontos, ao passo que o Burkina Faso é terceiro, com sete.

Angola já participou nos CAN de 1996 (África do Sul), 1998 (Burkina Faso), 2006 (Egipto), 2008 (Ghana), 2010 (Angola), 2012 (Gabão e Guiné Equatorial), 2013 (África do Sul). Falhou as últimas duas edições: Em 2015 (Guiné Equatorial) e 2017 (Gabão).

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »