Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Michael Jackson defendido por uma das crianças que aparecem no documentário “Leaving Neverland”

Blitz

(GETTY IMAGES)

Os produtores do documentário “Leaving Neverland” ter-se-ão recusado a retirar imagens e menções de Brett Barnes, que em criança era amigo de Michael Jackson e surge no documentário da HBO.

Segundo os advogados de Barnes, essas imagens dão a entender que este terá sido abusado sexualmente por Michael Jackson, o que, dizem, não corresponde à verdade. Numa carta enviada ao canal HBO, os advogados de Brett Barnes garantem que o seu cliente não consentiu, de resto, o uso dessas mesmas imagens.

Em “Leaving Neverland” é sugerido que Barnes “substituiu” Wade Robson enquanto amigo mais próximo de Michael Jackson. Robson, recorde-se, é um dos nomes que acusa o “Rei da Pop” de abuso sexual no documentário que se estreou este mês.

Não é a primeira vez que Barnes afirma que não foi vítima de Jackson. Em 2005, Barnes foi testemunha de defesa de Michael Jackson, quando o músico foi a tribunal responder por crimes semelhantes.

Os advogados afirmam que Brett Barnes quer apenas viver “uma vida sossegada e privada”, longe das câmaras, e que a utilização de imagens suas em “Leaving Neverland” lhe provocaram “stress e dor emocional tremendos”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »