Portal de Angola
Informação ao minuto

Governo da Huíla propõe Quilemba para Distrito Urbano

O Governo da Huíla enviou, em Fevereiro do ano em curso, ao Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado, uma proposta de elevação da Quilemba a Distrito Urbano, informou hoje, domingo, o administrador municipal do Lubango, Armando Vieira.

Ao falar à Angop depois de uma visita a aludida comuna, o responsável realçou que a proposta deve-se ao facto de a mesma acolher a centralidade do Lubango com mais de oito mil casas e que recebe numa primeira fase, em Abril, os primeiros quatro mil moradores, das 60 mil famílias previstas.

Com 39.034 habitantes, Quilemba foi criada a 10 de Janeiro de 1987, por decisão do então Comissariado Provincial da Huíla. A comuna tem 465 quilómetros quadrados e possui cinco povoações nomeadamente, Kanhongolo, Tchomulo, Rio Nangombe, Luyovo e sede comunal.

Segundo o gestor, a Administração do Lubango elaborou um documento e remeteu-o ao Governo, no sentido de fazer da Quilemba o primeiro Distrito Urbano da Huíla, para dar resposta ao desenvolvimento da região a todos níveis.

A fonte considera que a Quilemba não tem estatuto próprio, por ter sido concebida por um “arranjo” administrativo que a província fez há 22 anos, mas que tem estado a “lutar” para ganhar o estatuto de distrito.

Nos últimos dez anos, a localidade ganhou um ritmo satisfatório, a começar com o projecto de urbanização e com a entrega de lotes para construção de residências unifamiliar e não só, bem como ganhou também escolas, centros médicos, postos de saúde, quadras desportivas e sistemas de água.

Com três mil e 140 quilómetros quadrados, o município do Lubango tem uma população estimada em 903.564 habitantes, de acordo com as projecções do Instituto Nacional de Estatística.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »