Portal de Angola
Informação ao minuto

Família Espírito Santo tem herdades de 884 milhões no Paraguai que escaparam a arresto do tribunal

Observador

Ricardo Salgado. (Lusa/José Sena Goulão)

Propriedades no Paraguai podem valer até 884 milhões de euros e não foram alvo de arresto no processo de insolvência do GES. Consultora Deloitte está a tentar vendê-las.

Nem toda a riqueza da família Espírito Santo foi arrestada pelos tribunais. De acordo com o Jornal Económico, seis propriedades detidas pelo Grupo Espírito Santo (GES) localizadas no Paraguai podem valer até 884 milhões de euros e não foram alvo do arresto de bens que acompanha o processo de insolvência do GES.

O mesmo jornal diz que, no total, as propriedades agrícolas têm uma área superior a 130 mil hectares, o que corresponde a duas ilhas da Madeira. A consultora Deloitte está responsável pela venda das propriedades que pode levar a um encaixe entre os 391 e os 1000 milhões de dólares (que correspondem a 884 milhões de euros).

O Jornal Económico conta a história destas seis propriedades, designadas por “PAYCO” que foram compradas pela família em 1976, durante o Processo Revolucionário Em Curso (PREC). E se em Portugal o governo era liderado pelo comunista Vasco Gonçalves, o Paraguai era nesse momento liderado pelo ditador Alfredo Stroessner. Os Espírito Santo fugiam da onda de nacionalizações do país e tentavam recomeçar a sua atividade empresarial noutro país.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »