Portal de Angola
Informação ao minuto

Degradação da estrada Mbanza Kongo/Luvo preocupa automobilistas

(Fotografia: Angop)

Pelo menos quinze dos 60 quilómetros da estrada que liga a sede municipal de Mbanza Kongo à comuna fronteiriça do Luvo, província do Zaire, necessitam de intervenção urgente.

Automobilistas abordados hoje pela Angop, afirmaram que o estado actual da estrada tem criado sérios constrangimentos aos utentes de meios rolantes, pois para além de provocar danos materiais tem contribuído também no aumento de acidentes de viação.

Sebastião José, automobilista, pediu uma intervenção urgente por parte das entidades competentes para se evitar situações desastrosas nos próximos tempos.

Apontou o troço que liga a localidade do Kwanza com a aldeia do Nkoko, numa extensão de aproximadamente 15 quilómetros como sendo a mais danificada e que deve merecer uma intervenção rápida.

Kemalandua Pedro, camionista, considerou lastimável o actual estado da estrada Mbanza Kongo/Luvo, frisando que conduzir presentemente nesta via exige mais prudência por parte dos automobilistas.

Segundo disse, por ser uma estrada que movimenta centenas de viaturas que se deslocam não só à comuna do Luvo como também para a República Democrática do Congo (RDC) e à vizinha província de Cabinda estaria a beneficiar de intervenções periódicas para acomodar o trafego.

Contactado pela Angop, o director provincial do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), Manuel Diangani, disse que os trabalhos de manutenção e conservação da estrada Mbanza Kongo/Luvo arrancam nos próximos meses, no quadro do plano nacional de conservação das vias.

A intervenção, segundo ainda o director, vai também contemplar a limpeza das bermas, bem como a desobstrução de aquedutos existentes ao longo desta via de acesso à fronteira com a RDC.

A estrada Mbanza Kongo/Luvo foi reabilitada em 2012.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »