Portal de Angola
Informação ao minuto

São Tomé e Príncipe: Relatório americano alerta para violência policial e contra mulheres

VOA

Em São Tomé e Príncipe, as autoridades civis mantiveram o controlo efectivo sobre as forças de segurança, mas houve um uso excessivo da força, incluindo espancamentos pela polícia, enquanto a violência doméstica foi generalizada frente à impunidade devido à inacção do Governo.

A denúncia está no Relatório Sobre os Direitos Humanos no Mundo 2018 divulgado nesta quarta-feira, 13, em Washington, pelo Departamento de Estado americano, que cita a preocupação de grupos políticos e de direitos humanos “sobre a pouca capacidade dos cidadãos de criticar o Governo abertamente”.

A imprensa independente “permaneceu subdesenvolvida e sujeita à pressão e manipulação por parte do Governo tendo os jornalistas admitido a auto-censura”.

A corrupção não ficou de lado do relatório que diz ser “um problema social identificado pela sociedade civil e pelo Banco Mundial”.

No capítulo da violência domestica, o Departamento de Estado diz existirem “amplos relatos”, mas não há dados “de processos judiciais ou julgamentos sobre violência doméstica”.

As mulheres mais velhas e habitantes das zonas rurais sofrem de alguma discriminação, enquanto as mulheres, no geral, sofrem de desinformação dos seus direitos.

O relatório faz uma breve alusão a manipulações e influências políticas que se verificam em alguns casos no sistema judicial, enquanto denuncia caos de “violência e uso da força pela polícia em detidos”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »