Portal de Angola
Informação ao minuto

João Lourenço inaugura o Tribunal de Comarca do Lobito

O Presidente da República, João Lourenço, chegou nesta quinta-feira (14) a província de Benguela, para a abertura do Ano Judicial 2019.

No aeroporto da Catumbela, noticia a Angop, o Presidente, que se faz acompanhar da Primeira Dama, Ana Dias Lourenço, recebeu cumprimentos de boas vindas do governador Rui Falcão, de ministros de Estado, ministros e outras autoridades locais (políticas, tradicionais e religiosas).

Igualmente hoje, João Lourenço inaugura o Tribunal de Comarca do Lobito, o primeiro do género no país.

A abertura do ano judicial acontece a meio da manhã na Administração Municipal do Lobito e decorrerá sob o lema “Pela independência do poder judicial e a autonomia administrativa, financeira e patrimonial dos tribunais”.

Segundo a Lei Orgânica sobre a Organização e Funcionamento dos Tribunais de Jurisdição Comum, de Fevereiro de 2015, serão criados numa fase inicial e experimental, os tribunais (primeira instância) das províncias de Luanda, Bengo, Cuanza Norte, Benguela e Huíla.

Serão ainda implementados os tribunais de relação (primeiro recurso) de Luanda e de Benguela, inicialmente com uma área de intervenção geográfica mais alargada.

Assim sendo, os 18 tribunais provinciais existentes e os restantes municipais, que julgam sobre todas as matérias, vão dar lugar a 60 tribunais de comarca de competência genérica de primeira instância.

A lei exige a criação de cinco regiões judiciais, com um tribunal de relação próprio, abarcando as províncias judiciais de Luanda (sede), Bengo, Cuanza Norte (I Região), Uíge (sede), Malanje, Zaire e Cabinda (II Região), Benguela (sede), Bié, Cuanza Sul e Huambo (III Região), Huíla (sede), Cuando Cubango, Cunene e Namibe (IV Região) e Lunda Sul (sede), Lunda Norte e Moxico (V Região).

O regresso do Chefe de Estado a Luanda está previsto para a tarde de hoje, quinta-feira.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »