Portal de Angola
Informação ao minuto

Ravinas ameaçam infra-estruturas rodoviárias e de energia eléctrica

Em alguns troços da Avenida Fidel de Castro a erosão progride e põe em risco o asfalto (Fotografia: Contreiras Pipas|Edições Novembro)

As vias expressas nos sentidos Kifangondo/Luanda e Cacuaco/Benfica, bem como alguns postes de transporte de energia de média tensão, no troço entre a Nova Urbanização e o bairro do Belo Monte, correm sérios riscos de danificarem, em função do surgimento de ravinas ao longo dessas zonas.

O Jornal de Angola efectuou uma ronda por essas zonas existentes no território do município de Cacuaco, em Luanda, com a finalidade de constatar o perigo existente para os utentes, entre automobilistas, transeuntes e os meios rolantes, bem como para as infra-estruturas, a julgar pela forma silenciosa como este fenómeno natural está a progredir, sem haver sinais de intervenção das autoridades a quem de direito.

O primeiro local que despertou a nossa atenção é a ponte das antigas salinas de Cacuaco, na Via- Expresso Kifangondo/Luanda, onde uma ravina está a evoluir de forma lenta e silenciosa, colocando em risco o tapete asfáltico da faixa de rodagem ascendente, no sentido Vila de Cacuaco/bairro do Balumuka, no Kicolo.

Ali, a força das águas da chuva provocou uma enorme cratera e, em função da humidade que as mesmas vão provocando sobre os solos que sustentam a estrada, levanta-se a hipótese de, tarde ou cedo, poder ocorrer uma erosão na faixa de rodagem em referência, o que constitui um perigo à espreita naquele local, para os usuários menos avisados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »