Portal de Angola
Informação ao minuto

‘Queda de Abel afugenta’ três mil e 600 militantes da CASA-CE no Huambo

Militantes da CASA-CE em campanha (Arquivo) (Foto: jilmar Enoque)

Três mil e 600 militantes da CASA-CE no município da Caála, na província do Huambo, decidiram abandonar a coligação partidária, em protesto a recente destituição de Abel Chivukuvuku da presidência, por decisão do Tribunal Constitucional.

Ao dar a conhecer o facto, segunda-feira, à ANGOP, o então secretário local da CASA-CE, Adelino Severino Cabral, disse que os militantes não concordam com a agenda do actual líder, André Mendes de Carvalho.

Lamenta que a coligação, 3ª força política mais votada nas eleições de 2017, possa vir a perder toda a sua base militante, incluindo amigos e simpatizantes, caso não for ultrapassada a crise interna instalada.

“É triste ver como a CASA-CE está a terminar. Todos o militantes estão a favor do Abel Epalanga Chivukuvuku, cujos ideias fizeram da coligação o que ela é actualmente”, desabafou.

Adelino Severino Cabral informou que a coligação fica encerrada, neste município, e que o futuro político dos militantes fica a depender de um provável pronunciamento do presidente destituído.

Recentemente, militantes da CASA-CE na província da Huíla manifestaram o seu apoio incondicional a Abel Chivukuvuku, recusando-se continuar acatar orientações da actual liderança.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »