Portal de Angola
Informação ao minuto

Alcoolismo e drogas afectam juventude angolana

(DR)

Mais de 70% dos pacientes internados nas unidades de psiquiatria de Luanda foram ou são dependentes de bebidas alcoólicas ou de drogas, disse o psicólogo clínico, Cirilo Mendes.

Mendes disse que o álcool é a substancia que mais pacientes afecta mas não só.

“Hoje nós vimos muitos dementes (malucos) nas ruas das nossas cidades, outros alegam questões culturais como feitiço, mas na verdade não é isso, estão envolvidos com este tipo de drogas também”, disse.

Segundo estudos publicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma das drogas mais consumidas em todo o mundo é o cannabis, vulgo liamba, em Angola ou marijuana.

O sociólogo Bartolomeu Papusseco disse que“ alcoolismo hoje é um problema de saúde pública na medida que o seu uso está generalizado”.

“Dentro da sociedade angolana verifica-se um consumo exagerado de bebidas alcoólicas”,disse acrescentando que “não há medidas adequadas para regularização da comercialização do próprio álcool”.

O quadro actual preocupa o arcebispo da província metropolitana de Malanje, Dom Benedito Roberto.

O vício provoca desequilíbrio e um crescimento humano pouco salutar, com comportamento de vida não é digno de um jovem, disse

“Por favor, não abuseis das bebidas alcoólicas que sabeis que vos transtorna, os desequilibram, vos fazem ser velhos antes do tempo”, alertou, acrescentando que “os que abusam das bebidas alcoólicas, vós próprios já tendes experiência, já conhecem pessoas assim”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »