Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Pedido de desculpas a Angola? “Há coisas que não vale a pena alimentar”

(DR)

O primeiro-ministro rejeita a ideia de que há uma nova polémica a envolver Angola relativamente a um eventual pedido de desculpas a propósito do caso do Bairro da Jamaica, que já foi negado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

De acordo com o Notícias ao Minuto, o convidado do ‘Programa da Cristina’ desta terça-feira, António Costa já se encontra nas instalações do grupo Impresa e respondeu a algumas perguntas relacionadas com a visita de Marcelo Rebelo de Sousa a Angola, bem como sobre o alegado pedido de desculpas que terá sido dirigido àquele país a propósito dos incidentes no Bairro da Jamaica.

À antena da SIC Notícias, António Costa disse que “Há coisas que não vale a pena alimentar”, desvalorizando assim a questão.

“Houve um mal entendido com um irritante”, mas “esse assunto ficou resolvido”, frisou o primeiro-ministro, reportando-se ao processo judicial que envolvia o antigo vice-presidente de Angola, Manuel Vicente.

Destacando a “total sintonia com Angola”, António Costa realçou que “agora vai correr tudo bem, o resto serão pormenores”.

Para o primeiro-ministro o que é importante relativamente ao Bairro da Jamaica é “não descurar aquilo que é essencial, que é o esforço de assegurar a todos os portugueses condições de habitação dignas”.

Sublinhe-se que o ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto enfatizou esta segunda-feira que o ‘Caso Jamaica’, com críticas à atuação da polícia, estava ultrapassado, depois de uma atuação “discreta” das duas partes [Portugal e Angola], tendo salientado que esteve em contacto com o homólogo português, Augusto Santos Silva.

“Teve a hombridade de me ligar, não só para apresentar desculpas, mas também para sublinhar a forma, com sentido de Estado, como as autoridades angolanas reagiram”, sublinhou.

Contudo, num esclarecimento enviado esta segunda-feira à Lusa, o gabinete de Augusto Santos Silva nada reconhece sobre o alegado pedido de desculpas de Portugal, confirmando apenas que os chefes da diplomacia dos dois países “falaram por telefone”, por iniciativa de Augusto Santos Silva, “logo após os incidentes do bairro da Jamaica”, a 20 de janeiro.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »