Portal de Angola
Informação ao minuto

“Penso que a saída de Zidane teve mais impacto no Real do que a de Ronaldo”

O Jogo

(Foto: EPA)

Clarence Seedorf considera que o astro português foi “importantíssimo” para o Real Madrid, mas ressalva que “as grandes equipas não dependem de um só jogador”.

Cristiano Ronaldo representou o Real Madrid entre 2009 e 2018 e, em nove anos, marcou uma era no clube “merengue”, batendo recordes atrás de recordes. Contudo, há quem considere que a saída de Zinedine Zidane do comando técnico do campeão europeu em título causou maior impacto no seio do emblema “blanco” do que a do astro português.

Ronaldo cimenta liderança da lista de goleadores da Serie A com mais um golo
“Cristiano era considerado um rei em Madrid e foi uma garantia de golos para a equipa. Se ainda estivesse na equipa, o Real teria maior autoconfiança, mas não creio que os resultados tivessem sido muito diferentes”, assinalou Clarence Seedorf, em entrevista ao jornal Marca, prosseguindo:

“Provavelmente, a saída de Zidane teve mais impacto porque alterou o método de trabalho. Quem o substituiu precisava de um trabalho especial para ter êxito imediato e superar as dificuldades iniciais”, acrescentou o holandês, atual selecionador dos Camarões e que, como jogador, representou o Real Madrid entre 1996 e 2000. Questionado sobre a sua preferência entre Ronaldo e Messi, Seedorf optou pela via “diplomática”.

“Ambos dominaram o cenário do futebol mundial na última década, cada um à sua maneira. Messi tem o seu próprio estilo, Cristiano tem outro completamente distinto. Continuam a ser decisivos pela forma como jogam. São campeões extraordinários que interpretam o futebol de maneira diferente”, rematou.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »