Portal de Angola
Informação ao minuto

Degradação de ponte sobre rio Cambalombo condiciona circulação

HUÍLA: ESTRADA NACIONAL 280 (FOTO: MORAIS SILVA)

A circulação na estrada nacional número 280 que liga à Huíla às províncias de Benguela e Huambo, pode ficar impedida, devido ao mau estado da ponte sobre o rio Cambalombo e o alastramento das ravinas na comuna do Hoque, município do Lubango.

A informação foi prestada à Angop, pelo soba do bairro Cambalombo na comuna do Hoque, Mário Kangonga, realçando que a situação tende a piorar a cada ano que passa, temendo “corte” na circulação rodoviária, caso o problema não seja revisto com urgência.

“Tememos o pior, esta é uma estrada nacional e é o ganha-pão de muitas famílias. Interrompida a circulação ficará impossível a comunicação com o norte da província da Huíla que já começa a ser difícil a circulação de viaturas com passageiros devido as constantes chuvas”, aludiu.

Por sua vez, o administrador do Lubango, Armando Vieira, disse que a situação já é do conhecimento do Executivo local e do ministro da Construção e Obras Públicas.

Técnicos do Ministério da Construção e Obras Públicas ja procederam estudos de viabilidade no local, há um tempo.

“Temos informação de que estão alocados recursos nos programas de investimentos públicos de 2019 do ministério da construção para a construção de uma nova ponte e aguardamos que está cabimentação seja disponibilizada em tempo oportuno”, disse.

Quanto ao alastramento de ravinas na circunscrição, o responsável, garante a realização de trabalhos de contenção nos próximos dias, pois vão levar uma niveladora para fazer desviar o curso das águas, fazendo com que estas não desemboquem na ravina e a posterior tomar uma posição definitiva sobre o assunto.

Em Março de 2018, no âmbito de uma visita efectuada à província da Huíla, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, garantiu no Lubango, que o seu ministério levaria a cabo estudos prévios para se determinar os níveis de água do rio Cambalombo, na comuna do Hoque, a fim de construir uma ponte no local, na estrada nacional 280.

Caso seja concretizado, a construção da ponte vai permitir o melhoramento da circulação rodoviária entre alguns municípios da Huíla (Cacula, Caluquembe, Caconda e Quilengues) e das províncias do Huambo e Benguela.

Actualmente, o rio é Cambolombo é atravessado por um aqueduto que tem permitido as circulação de pessoas e bens das referidas localidades, mas com muitas dificuldades neste período chuvoso.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »