Smiley face

Escritora angolana Helena Dias em antologia no Brasil

0 11

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A escritora angolana Helena Dias está inserida na antologia de textos literários de escritoras negras afro-brasileiras a ser publicada a 20 deste mês, no Estado de São Paulo (Brasil), soube nesta terça-feira à Angop.

A antologia é uma aposta do projecto raízes e visa criar laços mais fortes entre o Brasil e os países africanos, por meio da arte.

A escritora angolana participa com 10 poemas no livro com o título “Negras de lá, Negras daqui”, que integra oito escritoras, quatro africanas (Angola, Moçambique e Camarões) e quatro afro-brasileiras.

O projecto raízes foi criado por Isidro Chiculo Sanene e Ermildo Saraiva Panzo que têm unido esforços para que a relação do Brasil, país em que residem, e os países africanos seja cada vez melhor a nível da transmissão de valores culturais, em honra das transcendências culturais África-Brasil, bem como contribuído para a promoção da cultura que une a diáspora africana e afro-brasileira.

O Projecto Raízes é um grupo formado por jovens artistas, académicos e activistas africanos residentes no Brasil.

O seu principal objectivo é a promoção e elevação da cultura africana no Brasil, valendo-se ao apoio da lei de incentivo a cultura, do programa Vai II, juntou uma coletânea de textos literários que resultou na obra “Negras de lá, negras daqui”.

Dentre a construção e massificação das múltiplas artes e cultura africana, o projecto se destaca com maior amplitude em actividades ligadas à literatura: promove a literatura africana e a integração cultural de todos os povos, incentivando e divulgando a possibilidade dos imigrantes a terem acesso a políticas públicas de cultura no Brasil, facilitar o acesso às expressões culturais dos países africanos e contribuir com o resgate histórico-cultural sobre a África e mostrar uma nova África por meio dos artistas ligados ao projecto.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »