InicioVidaColunáveisE agora, camarada Presidente João Lourenço?

E agora, camarada Presidente João Lourenço?

A frente aberta pelo Presidente João Lourenço contra uma prática que durante anos a fio serviu para silenciar, influenciar, corromper e, acima de tudo, enriquecer uma determina elite política, intelectual e empresarial no país e no exterior, e obviamente garantir a manutenção do Poder Político, começa a ganhar contornos interessantes, sendo que alguns dos quais surgem na contra-mão. Porém, pena é que algumas destas revelações não estejam a ser devidamente exploradas sobretudo por órgãos públicos de comunicação, por estarem em causa dinheiros que a todos nós contribuintes angolanos dizem respeito.

De acordo com a crónica do jornalista Noki Nogueira no NJOnline, nota-se qual não tem sido o incómodo das autoridades judiciais angolanas quando uma informação em forma de notícia ou boato é reproduzida nas redes sociais! E um exemplo paradigmático deste desconforto é a interdição de que foi alvo o deputado do MPLA, quando pretendia rumar para Portugal.

Pela primeira vez, em ano e meio de mandato de João Lourenço, as autoridades judiciais viram-se obrigadas a anunciarem a ida de um ex-governante ao Departamento Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP) – “órgão da Procuradoria-Geral da República (PGR) com competência para investigar e instruir processos criminais, em especial aqueles em que sejam arguidos entidades nomeadas pelo Presidente da República entre outras personalidades.”

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.