Radio Calema
InicioEconomiaProjecto de ouro no Bengo vai produzir 90 mil toneladas/ano

Projecto de ouro no Bengo vai produzir 90 mil toneladas/ano

Segundo a Angop, O projecto de ouro denominado “TIANDAIMANING”, na comuna do Ngombe, município de Nambuangongo, província do Bengo, numa área de cinco quilómetros quadrados, prevê entrar em actividade em Agosto deste ano, com uma produção anual, na primeira fase, de cerca de 90 mil toneladas de minério.

A informação foi prestado quarta-feira, pelo administrador delegado da Ferrangola E.P, João Paulino Júlio Chimuco, durante uma visita de constatação que o ministro dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino Azevedo, efectuou à província.

Ao apresentar o projecto, avaliado na primeira fase em cerca de 10 milhões de dólares, João Paulino Júlio Chimuco explicou que o mesmo começou a ser desenvolvido em 2012/2013, sendo já determinados alguns recursos devidamente avaliados, e que poderão ser brevemente objecto de extração.

Informou que depois de efectuada a avaliação e a estimativa deste depósito, determinou-se uma quantidade de minério de 600.000 metros cúbicos, cujas amostras foram analisadas em laboratórios no exterior do país, apresentando um teor de médio de 5 gramas/tonelada.

Com base nos resultados alcançados, foi possível estabelecer um programa a pequena escala com uma produção anual de 90 mil toneladas de minério, podendo atingir um período de vida útil superior a dez anos, informou.

Em declarações à imprensa o ministro dos recursos Minerais, Diamantino Azevedo, sublinhou que o inicio da exploração de ouro no país constitui um marco, tendo em conta que se prevê este ano, o inicio de dois projectos (Bengo e Huila) da mesma dimensão, e com potencial para evoluir para outros patamares.

O governante referiu que o projecto tem criado já alguns empregos e quando a exploração iniciar, prevê-se criar 300 postos de trabalho na primeira fase.

Quanto ao projecto apresentado hoje, referiu que o sector está a analisar o estudo de viabilidade e de impacto ambiental para poder conceder a licença de exploração, tendo sublinhado que a visita serviu para observar melhor a realidade, aferir as dificuldades e poder tomar uma melhor decisão.

Durante a sua estada em Caxito, o ministro manteve também um encontro com os empresários ligados a exploração mineira, tendo estes apresentado preocupações relativas ao financiamento e ao actual estado das estradas.

Neste momento, a fase prospecção conta com 29 angolanos (69,05%) e 13 expatriados (30,95%). Na fase de exploração o número de trabalhadores angolanos poderá atingir a cifra de 215 (76.79%) e a de expatriados 65, representando (23.21%).

O projecto mineiro TiandaiMining é empresa de direito angolano representada por TiandaiMinas, LDA. , Ferrangol- P & P, S.A. e Actus, S.A.

Até o momento a província do Bengo tem 57 títulos minérios emitidos. Deste número 42 empresas actualizaram os seus processos, enquanto as restantes têm o prazo de um mês (Fevereiro) para se legalizarem.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.